terça-feira, 31 de maio de 2011

Fé sem Sangue


Acidentado dá entrada no pronto-socorro. Há perda contínua de sangue. A situação parece grave. Imediatamente, o acidentado é conduzido para o centro cirúrgico. Procedimentos pré-operatórios são feitos enquanto se providencia sangue.
Em seguida, vem a enfermeira trazendo a notícia fatal: não há sangue disponível. A equipe médica se desespera e grita: arranjem sangue, de qualquer maneira, do contrário, nada se poderá fazer.
Essa é a dura realidade na saúde pública.
Infelizmente, o mesmo se dá em relação ao Reino de Deus. Há gente dando entrada nos prontos-socorros (igrejas) diariamente. Mas, por conta da falta de sangue, muitos estão morrendo sem salvação.
Há muitos médicos e auxiliares: maus pastores e maus obreiros que pastoreiam a si mesmos. Gente que vive para si e faz do altar meio de vida.
O que adianta a fé sem sangue?
Para os tais, há profecia condenatória:
“Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente! Maldito aquele que retém a sua espada do sangue!” Jeremias 48.10

segunda-feira, 30 de maio de 2011

GRUPO DE RIO DO SUL EM AÇÃO



Disse Jesus "Ide" e neste domingo cerca de oitenta pessoas realizaram um trabalho especial de evangelização nos bairros de Rio do Sul

A VOZ DO SANGUE


São muitas as vozes neste mundo. Pior ainda são os gritos de dor dos injustiçados, dos famintos, dos rejeitados, dos abandonados, dos perdidos, dos desesperados, enfim…
A voz de muitos tem sido levantada, mas poucos têm sido ouvidos.
Qual a diferença entre as muitas vozes?
A diferença está naquela que não se cala. A que insiste e aumenta de intensidade à medida que a resposta não vem.
É a voz do sangue.
Não se trata de prece, reza ou oração. Estas podem esperar. A voz do sangue, não!
Ela clama. E clama porque recusa-se a esperar, e sua expectativa é de resposta imediata.
A voz do sangue clama, reclama e exige.
Nem a morte a faz calar.
Nem Deus resiste ao seu apelo.
A voz do sangue de teu irmão clama da terra a Mim. Gênesis 4.10
Espalhe por aí:

sábado, 28 de maio de 2011

10 Sinais de quem esta perdendo a Salvação

video

  • 1.Não tem prazer de falar com Deus.
Existem pessoas que se desculpam de falta de tempo, cansaço e de que Deus sabe do que ela precisa, deixando assim de expressar a sua dependência Nele.
  • 2.Não tem prazer de conhecer a vontade de Deus.
As pessoas que deixam de ler a Bíblia, automaticamente deixam de ouvir a voz de Deus. Desta forma ficam sem saber qual é a Sua vontade nas suas vidas, pois a Biblia é a fonte. É nela que está expressa a vontade de Deus para nós.
  • 3.Tem medo da morte.
Teme o destino da sua alma, pois não tem a certeza da Vida Eterna.
  • 4.Tem medo que o Senhor Jesus volte e não seja arrebatado.
Teme a vinda do Senhor Jesus, porque sabe que a forma de vida que está a ter, não lhe dá o direito de ser arrebatado.
  • 5.Valoriza as coisas materiais mais que as espirituais.
Perde a visão da salvação, dando mais valor e priorizando as coisas materiais, deixando o espiritual, que é o principal, como secundário.
  • 6.Preocupa-se em agradar mais às pessoas do que a Deus.
Preocupa-se mais com o que as pessoas pensam e esperam a seu respeito, do que o que Deus pensa e espera dela.
  • 7.Não tem temor.
Por isso, mente, guarda magoa, inveja, julga, desobedece, rebela-se, pois o temor não representa medo, mais sim, um profundo respeito. Quando a pessoa se rebela, na verdade ela quer impôr a sua vontade.
  • 8.Não se concentra no louvor, na oração ou na adoração.
A pessoa facilmente se distrai abrindo os olhos, pensando em outros assuntos e acaba por ficar vazia. Ela “ora”, “louva”, “adora”, mais é como se não estivesse ali. Seus pensamentos são outros…
  • 9.Não tem alegria da salvação.
A pessoa que é salva resplandece alegria, é feliz seja qual for a situação que esteja a passar, pois esta alegria é espontânea. Ela se sente segura, com paz e não é acomodada.
  • 10.A mensagem nunca é para si.
Ela acha que a pregação nunca é para ela e sim para os outros. Mas Cristo, sempre está a renovar-nos para aprendermos a ter uma nova mente, coração e espírito.


Reflita e passe pra frente esta mensagem 

Perseverar por quê?


Perguntado por um repórter sobre o crescimento assustador da IURD, o líder de determinada religião tradicional disse:
- Não podemos impedí-los de crescer, mas podemos retardá-los.
De fato, o inferno sabe que é impossível impedir o povo de Deus de tomar posse de Suas promessas. Por conta disso, ele apenas cria obstáculos para retardá-las.
A tática do inferno é criar situações para atrasar as conquistas do povo de Deus.
As armas da fé para vencer as demoras são: perseverança e paciência.
Perseverar significa manter-se firme até a vitória final. Já a paciência não permite reclamações, lamentos, murmúrios, etc.
Jesus disse:  “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.”Mateus 24.13
A conquista material reflete o caráter da espiritual. Se o espírito humano é determinado para realizar um sonho material, então o mesmo se dará no plano espiritual.
Se na conquista do sonho material, que é menor e mais insignificante, já não há firmeza de fé, quanto mais na conquista do Reino dos Céus, que é o sonho espiritual e eterno!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

aviso a todos seguidores

Hoje dia 27 às 22:00hrs vigília com o Bp macedo ao vivo em todas as igrejas Universal do reino de Deus Não perca esta grande oportunidade.
Deus abençoe.
Grupo de evangelização Rio do Sul

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Resposta aos Eleitores de Dilma


Depois de assistir ao vídeo e tomar conhecimento do conteúdo do kit anti-homofobia que seria entregue a escolas públicas do País pelo Ministério da Educação (MEC), a presidenta Dilma Rousseff decidiu, nesta quarta-feira (25), suspender a distribuição.
A decisão foi anunciada pelo ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, após uma reunião com representantes do PRB (Partido Republicano Brasileiro) e da bancada evangélica na Câmara dos Deputados. O Secretário afirmou que a Presidenta Dilma assistiu aos vídeos e os reprovou. “A presidente viu e não gostou. Achou que não era propício, achou o material inadequado. Por isso, foi suspensa a produção desse material”, disse Carvalho.
O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, participou de diversas reuniões no Palácio do Planalto no intuito de levar ao conhecimento da Presidência da República o movimento contra a distribuição do kit, que envolveu diversos setores da sociedade. Segundo ele, a decisão da presidenta de suspender a implantação do projeto do MEC foi imediata, logo após ter visto o conteúdo, que até então ela desconhecia. Ela teria tomado conhecimento do assunto através do jornalismo da Record.
Destacando que, assim como a bancada evangélica, o Governo é contra qualquer tipo de homofobia, o ministro afirmou: “Está suspensa toda a produção de material referente a este assunto.”
Desde antes do projeto ser lançado pelo MEC, a bancada evangélica trabalha na Câmara dos Deputados para suspendê-lo.
A família Brasileira agradece
Em fevereiro de 2011 visitamos a Ministra da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e a alertamos sobre o material que estava sendo elaborado pelo Ministério da Educação, material este que era mais uma apologia ao homossexualismo e incentivo à sexualidade precoce das crianças e adolescentes de nossas escolas públicas, do que material anti-homofobia.
Na semana passada (dia 16/05/2011) tomei conhecimento que o citado material estava pronto e aprovado para distribuição, por isso, a bancada do PRB – Partido Republicano Brasileiro na Câmara dos Deputados apoiada pela bancada evangélica tomou forte posicionamento contra tal situação. Com isso o Ministro da Educação foi convocado para prestar esclarecimento, o que não ficou muito claro, sobre qual era o seu posicionamento.
Nesta semana (24/05/2011) eu e o líder do PRB na Câmara, Deputado Vitor Paulo PRB/RJ, visitamos vários ministérios no Palácio do Planalto e colocamos de forma transparente e contundente o nosso posicionamento a respeito do assunto. Ainda no mesmo dia, externamos o mesmo posicionamento ao Vice-Presidente da República.
Após estes encontros e reuniões, no dia seguinte, isto é, 25/05/2011, quarta-feira, a Presidenta da República, Dilma Rousseff , por intermédio do Ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, veio a público e anunciou a suspensão de qualquer distribuição do citado material.
Por fim, unidos nesta luta em prol da família, ganhou o povo brasileiro.

NESTE DOMINGO DIA 29 DIA DO COMBATE AOS VICIOS

FAÇA A SUA PARTE E NESTE DOMINGO AJUDE UMA FAMILIA A SE LIBERTAR DESTE TERRÍVEL PROBLEMA QUE É O VICIO.

DEUS CONTA COM VOCÊ.
GRUPO DE EVANGELIZAÇÃO DE RIO DO SUL

FRUTO DO ESPIRITO SANTO

Benignidade

A benignidade é outra expressão de profundo amor cristão, pois ela se caracteriza pela flexibilidade de tratamento gentil e cordato a todo o tipo de pessoas, quer sejam cristãs ou não. Muitas vezes, o novo convertido se fecha exageradamente diante dos não-cristãos, impedindo‑os de verem a benignidade de Deus, através de sua própria vida. Ora, “os frutos” do Espírito são o caráter de Deus, que deve ser visível àqueles que nada têm a ver com o Senhor Jesus Cristo, a fim de que eles possam ver Deus através de nós. A benignidade reflete uma educação cristã apurada que glorifica a Deus.

Uma pessoa benigna jamais demonstra intransigência com as demais porque ela sabe que são as circunstâncias da vida que provocam as diferentes reações. Sendo assim, por causa do Espírito de amor nela existente, há complacência e compreensão em seus relacionamentos.

Creio que a coisa mais linda do cristianismo é sentir o perfume do Senhor Jesus, através da comunhão com o Seu povo na igreja, quando, então, podemos ver todas as diferentes formas de amor, por meio dos frutos do Espírito Santo, manifestando-se em cada um. Entretanto, não podemos esquecer que esta mesma situação deve ser transmitida por onde formos, porque o Senhor Jesus disse: “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5.16).

Isso significa que Deus é glorificado pelas boas obras, não pela caridade apenas; mas, muito mais, pelos frutos do Espírito que fluem do Seu povo.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Ultimos tempos se levantarão muitos falsos profetas

Dia 21 chegou e o mundo não acabou

Após decepcionar seguidores, com revelação frustrada, Harold Camping anuncia nova data para a destruição da humanidade

Da redação
redacao@arcauniversal.com

O proprietário da Family Radio Internacional, Harold Camping (foto abaixo), profetizou que 200 milhões de pessoas seriam arrebatadas no último dia 21 de maio, às 18 horas, horário da Nova Zelândia (9 horas, horário de Brasília). Porém, após decepcionar seguidores, como, por exemplo, o funcionário aposentado do setor de transportes de Nova York Robert Fitzpatrick – que diz ter gastado mais de 140 mil dólares em divulgação de propagandas anunciando o fim do mundo –, o radialista, de 89 anos, já revelou a nova data para a destruição do planeta: dia 21 de outubro de 2011.
Ele justifica a falha dizendo que 21 de maio foi apenas o dia do “julgamento espiritual”, e que o fim ainda está por vir, daqui a 5 meses. “Desta vez não vai haver campanha de sensibilização, pois o julgamento foi no sábado”, avisou.
Em todo o mundo, milhares de pessoas disseminam revelações divinas entre os seguidores e, em alguns casos, chegam ao extremo, como suicídio coletivo ou abandono dos bens materiais para ficar à espera da promessa.
Profecias
No mês de março, após assistir a um documentário sobre o fim dos tempos, uma família da cidade de Diadema (SP) rasgou dinheiro, documentos e partiu sem rumo, em preparação ao arrebatamento, que, segundo o líder do lar, Pedro José Dias, estava marcado para o dia 14 de maio, às 14 horas. Dias depois, a família foi encontrada pela coordenadora da Ong SOS Casa do Bom Samaritano, Márcia Moraes, na cidade de Ourinhos, no interior do estado. “Eles estão bem de saúde. Quando chegaram aqui, contaram que haviam largado tudo para seguir a palavra de Jesus”, relata Márcia.
Outra profecia que ganhou destaque na mídia internacional foi a do calendário Maia, que aponta o dia 23 de dezembro de 2012 como a data em que a humanidade será exterminada, encerrando o ciclo na Terra. A polêmica sobre a revelação foi tamanha, que até o filme “2012” foi lançado no final de 2009, pelo cineasta Roland Emmerich, arrecadando 225 milhões de dólares no mundo no primeiro fim de semana de exibição.
Os acontecimentos apocalípticos e a volta de Jesus são aguardados por milhões de seguidores do cristianismo, em todas as partes do mundo. Porém, o próprio Cristo, no livro de Marcos, capítulo 13, faz questão de deixar claro que o dia e a hora em que as revelações se cumprirão, somente Deus é quem sabe.“Quanto, porém, ao dia e a hora, ninguém sabe, nem os anjos no céu, nem o Filho, senão o Pai. Olhai! Vigiai! Porque não sabeis quando chegará o tempo. É como se um homem, devendo viajar, ao deixar a sua casa, desse autoridade aos seus servos, a cada um o seu trabalho, e ordenasse também ao porteiro que vigiasse. Vigiai, pois; porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã; para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo. O que vos digo a vós, a todos o digo: Vigiai.” (Marcos 13.32-37)

Com informações de agências internacionais e Diário do ABC

Obreiro – Braço direito do Pastor


Quando olho a foto abaixo me dá um arrepio… O Obreiro é a extensão do braço do pastor na igreja (pelo menos na minha época era). O pastor dividia com os obreiros a responsabilidade de manter a igreja em ordem, receber e acolher bem o povo.
Antes de iniciar a reunião, os obreiros recebiam o povo na porta, mantinham um relacionamento estreito com alguns, e acompanhavam o desenvolvimento do membro na igreja.
Os obreiros sabiam quando o membro estava sumido ou não, e quando não comparecia às reuniões mais importantes, o procurava.
Após a reunião, em frente ao altar, aguardavam as pessoas que queriam receber uma oração, algumas por sentirem-se mal, outras doentes ou com pedidos pela família.
O respeito pelo Obreiro era grande, por quem quer que fosse; eles eram confiantes em Deus e seu uniforme exalava poder, o diabo tremia. Aliás, até eu tremia de medo quando ia falar com um obreiro, de tanto respeito que tinha por ele.
Não é qualquer um que poderia ser obreiro naquela época, não... O processo era árduo. Em nenhum momento desmereço os de hoje, mas era diferente.
No final dos anos 80 e começo da década de 90, o obreiro com certeza era o braço direito do Pastor, para você ter ideia, talvez eu possa contar aqui algumas coisas que você nunca viu.
Imagine um culto de domingo, que deveria começar às 7h, já são 7h25 e o pastor, por causa de um imprevisto,  ainda não chegou para iniciá-lo. Um obreiro pega o microfone, ajoelha-se, faz uma oração, levanta-se, olha para o povo e diz: “Bom dia, vamos ficar em pé, em nome do Senhor Jesus. O pastor ainda não chegou, mas vamos iniciar o culto buscando a presença de Deus, cante assim comigo: Nesta manhã feliz, neste santo lugar, eu marquei um encontro com Deus…”.
Eu só vi dois obreiros iniciarem o culto no lugar do pastor, pedir oferta, dízimo e ainda “pregar”, até o momento em que pastor chegou e deu continuidade.
Acredito que na mente daquele obreiro deve ter passado algo do tipo: “Obrigado Senhor, por essa oportunidade”.
Quantas vezes você viu isso acontecer?
Não digo pelo atraso do pastor, que é raro, mas o que é mais raro ainda é o obreiro de hoje ter coragem pra fazer isso.
O pastor não se sentiu mal por isso, ele ficou despreocupado, sabe por quê?
O obreiro era o braço direito do pastor.
Isso mesmo, braço direito, e, às vezes, até o esquerdo.
Sabia que muitos obreiros faziam cultos?  Aqueles cultos nos horários que não vão muitas pessoas à igreja, como sábado às 10h ou quinta às15h, entre tantas outras coisas.
Lembro-me também que os obreiros ajudavam muitos nos batismos.
Repare nos desenhos do tanque batismal da época (década de 80), se eu não me engano, foi o obreiro Isaque quem fez esses desenhos, que, em minha opinião, já eram lindos, imagine hoje com papel de parede?
É... a igreja não era tão bem estruturada como hoje.
Posso dizer que a igreja era como a igreja primitiva, pois se precisasse de reforma já pensávamos: vamos chamar alguém do povo que possa resolver, e lembro-me do Pastor Randal, quando ele dizia que as paredes da igreja estavam sujas, sempre aparecia alguém para fazer o trabalho de pintura com todo amor.
O tempo passou e quem mudou foram as pessoas, mas se você  deseja voltar a ser como  antes, saiba que só depende de você!
Vamos ser diferentes para fazer a diferença!
Quantas vezes em nossas  pequenas igrejas, nós obreiros, por várias vezes, também iniciamos uma reunião até a chegada de nosso pastor?
QUANTAS SAUDADES!
Obr. Alexandre Fernandes